Os signos visuais e as formas de representação da imagem televisiva.

O presente artigo utiliza como base a teoria semiótica de Charles S. Peirce e a tese desenvolvida por Lúcia Santaella em Matrizes da Linguagem e Pensamento (2001) – que trata dos respectivos modos de relações estabelecidos entre determinados tipos de signos (ícone, índice e símbolo) e as distintas formas de representação dos signos visuais (representativa, não-representativa e figurativa) – para apresentar um percurso metodológico que visa a auxiliar as análises de signos visuais no sistema televisivo. Com isso, acaba por demonstrar como essas teorias podem servir como fundamento para observação de signos de outras naturezas.

Revista InTexto (2007)

Autores

João Batista Freitas Cardoso

Criado e editado por: Renata Freitas Sena

image.png